2 de maio de 2015

Sobre o mau humor...


No outro dia a minha crise de insuportabilidade era tamanha que eu própria estava já farta da minha pessoa!!!....não sei se também vos acontece, mas umas semanas antes do período fico das duas uma: ou com vontades de cortar os pulsos e absolutamente deprimida e coberta por uma enorme desmotivação, ou por outro lado, demasiado irritante e inquieta que acabo por provocar nos outros um profundo desejo de me baterem!!


....diria no entanto, que o exercício ajuda a elevar os meus índices de bom humor, mas ainda assim, não o suficientes para colocarem-me em full Andreia mood de novo.
Por isso, e numa tentativa forçada de elevar o espírito decidi pastar-me de cremes e tentar colocar o meu rosto com um tom bem mais animado que o meu subconsciente.


Desta vez decidi dar uma oportunidade a duas máscaras da Superdrug, depois de umas reviews que li algures num blogue britânico e diria que pelo preço funcionam maravilhosamente bem. Comecei por aplicar a Detoxifying Face Mask, uma máscara de argila que ajuda não só no controlo da oleosidade como na limpeza e desobstrução dos poros, além disso é fuss free, pois normalmente faço eu a mistura.
Depois de completamente seca e retirada toda a porcaria cinza do rosto passei então para a Refreshing Face Mask cucumber peel-off mask. Aplico esta como reforço na limpeza, por ser uma daquelas que se colam ao rosto como película autocolante e que para a retirarem necessitam de puxar, ajuda a agarrar algumas das porcarias mais superficiais que ainda tenham na pele.
Para finalizar a coisa, nada como encher-me com a Úna Brennan Intense Moisture Mask, já falei dela aqui e é realmente óptima a repor a hidratação na pele.
Durante este processo aproveitei para colocar a minha leitura em dia com este How to be a Parisian. Sinceramente não tenho qualquer interesse em me transformar numa parisiense, mas havia uma ligeira curiosidade em saber o que se escondia no interior destas páginas. Digamos que este não será de todo um dos meus livros favoritos, pois é demasiado how to...achei sinceramente que seria mais uma espécie de sátira ou até mesmo um romance. Resumindo, estou com alguns mixed feelings (como podem constatar), e ando ainda tentar perceber se gosto ou não do que aqui está escrito, mas de momento tem-me entretido e consigo identificar-me com alguns dos ensaios, no entanto, se este não tivesse sido um empréstimo, não o compraria...

E vocês, digam-me as vossas sugestões para os dias chatos.
Tenham um bom fim de semana.






1 comentário:

Obrigada pela visita e comentário...