22 de maio de 2013

A tendência do pedalar...



No outro dia deparei-me com um artigo que falava sobre uma suposta nova tendência, pelo menos em terras lusas, que é a do pedalar, mas verdade seja aqui dita que ainda antes disto ser tendência, já eu era fã do velocípede e de todos os seus benefícios, e provavelmente não serei a única!?..... Acontece que viver num sitio onde existem mais subidas e descidas do que propriamente planícies, e no qual os transportes públicos são de cortar os pulsos, o carro transforma-se no nosso maior aliado, sendo por isso, difícil encaixar um qualquer veículo de duas rodas sem motor, no nosso quotidiano!! Apesar de ser adepta de passeios e calmaria no meu dia-à-dia, também sei que por muito que queira colocar o carrinho descansado e até poupar combustível, admito que só um louco sai de casa de bicicleta e tenta chegar ao trabalho intacto sem grande suor e com força para trabalhar. Ainda assim, no tal artigo, descobri, aliás, fiquei a conhecer uma loja bem interessante para quem pode e até acha interessante esta coisa de transportes alternativos. A Velo Culture, um espaço de venda de bicicletas em Matosinhos e Lisboa, no qual podem encontrar uma série de modelos de fazer perder a cabeça e soltar literalmente os cordões à bolsa!!


Confesso que não percebo nada de marcas e modelos, mas ao vasculhar o tal site, deparo-me com a marca Velorbis e como podem imaginar foi impossível não adorar o seu estilo retro, e por ser Dinamarquesa leva logo uns pontos extra, pois se há gente que percebe de bicicletas, é mesmo aquela gente... só sei que não me importava mesmo nada de ter cá em casa qualquer uma destas lindinhas, com cestinho e tudo a que tenho direito, pois se é para pedalar, pelo menos que seja com estilo!!

 Tenham um bom dia...

6 comentários:

  1. É mesmo uma pena não poder utilizar a bicicleta como meio de transporte quotidiano. Eu adoraria poder fazê-lo, mas temos de reconhecer que o pais não tem as infraestruturas necessárias que permitam isso, sem falar na falta de civismo de grande parte dos condutores. Por isso, prefiro utilizar o veículo de 4 rodas para as deslocações mais importantes, e quando tenho mais tempo e disponibilidade, desloco-me de bicicleta, ou seja, durante as férias, tempos livres e aos fins de semana. E não me importava nada de ter a da foto, é linda de morrer. Só o cestinho, dá vontade de partir por esse pais fora em busca do local ideal para fazer um pic-nic ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois é...enchia o cestinho de coisas boas e ia por esse país fora!!

      Eliminar
  2. Ohhhh estas são mesmo amorosas :)

    ResponderEliminar
  3. Eu não tenho carro nem sequer a carta. O meu local de trabalho fica a quase 3kms, a modos que levo meia-hora a pé, e 15 minutos de bicicleta. Portanto vou e venho, todos os dias, de bicicleta para o trabalho, e olha que me deparo com subidas e descidas (era bom que fosse plano)... Faça chuva ou faça sol. Posso chegar ao trabalho cansada mas é uma questão de hábito e resistência, e se na Holanda e afins vai tudo pró trabalho a pedalar, eu mantenho esta prática. Até porque fico em forma, sem precisar de gastar dinheiro em ginásio! A minha é uma Órbita com design vintage, ainda não arranjei cestinho :) http://www.orbita-bicicletas.pt/produto.php?id=200&lang=1 é esta!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olha, gostei da tua bicicleta é bem gira!!

      Eliminar

Obrigada pela visita e comentário...